quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Palavra de Deus



Pela fé Abraão saiu de entre os seus parentes para ir para um lugar que ele não sabia. A cada passo que ele dava em obediência, Deus revelava o próximo passo. Assim, ele construiu uma história de fé e obediência. Abraão tinha a promessa e a palavra de Deus. Por isso ele tinha certeza e convicção(Hb.11.1).
Suas ações em obediência eram baseadas na Palavra de Deus. Essa é a base da nossa Fé, quando agimos em obediência à palavra, Deus Age!

Esperança

Deus prometeu a Abraão uma descendencia tão numerosa quanto as estrelas do céu e os grãos de areia que estão na praia. Mas havia esterelidade e o tempo foi passando e não nascia o filho da promessa. Quando Isaque nasceu Abraão tinha 100 anos e sara 90 anos(Gn.17.17), não havia mais esperança humana!
Paulo explica em Romanos 4.16-24 como Abraão esperou contra esperança, ele se fortaleceu na fé e se tornou o pai dos crentes!

Despreendimentos

Abraão era um homem rico mas a maior riqueza dele era Isaque, o filho da sua velhice, o filho da promessa. Abraão daria tudo que tinha por Isaque. E foi isaque quem Deus pediu. Ele abriu mão do que era mais precioso!
Não há verdadeira felicidade quando nos agarramos a tudo o que é provisório e passageiro. Mas esse despreendimento humano tem limites. Em abraão pela fé, ele foi além desses limites.
Abraão se dispôs a oferecer Isaque porque a sua confiança na promessa de Deus era inabalável: cria que Deus podia ressucitar o filho para cunprir o que havia prometido. Quando abrimos mão de tudo que é nosso, crendo na fidelidade de Deus à sua palavra, podemos receber tudo o que Deus para nós. Conhecemos o Jeová-Jiré, o Deus de toda Provisão. Quando não temos nada de nós mesmos, teremos tudo de Deus! Essa é a experiência dos crentes que seguem nas pisadas de Abraão e possuem Fé para superar os limites!
Que Deus em Cristo te abençôe!


Nenhum comentário:

Postar um comentário