Coração Quebrantado


Quando a Bíblia diz em (Salmos 34.18): "Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado..." tal afirmação merece toda a nossa atenção e uma melhor compreensão do que de fato seja isso! Afinal, quem não vai querer essa tão ilustre e maravilhosa companhia?


Conceitos errados acerca do quebrantamento:
a) Achar que isso signifique estar o tempo todo triste ou pesaroso (viver cabisbaixo e nunca sorrir).
b) Achar que isso se manifesta por uma atitude introspectiva e mórbida. Auto-comiseração.
c) Achar que isso somente pode ser demonstrado pelo derramamento de lágrimas. Uma experiência puramente emocional (é difícil conceber o fato de se estar quebrantado sem que as nossas emoções participem, contudo, é importante compreender que é possível chorar sem estar quebrantado bem como experimentar quebrantamento sem lágrimas).
d) Achar que isso sempre vai estar vinculado a traumas sofridos por circunstâncias trágicas (é claro que Deus pode se utilizar de situações adversas para se quebrantar um coração, todavia, não se restringe a isso).
Uma boa definição para quebrantamento:

O quebrantamento não é um sentimento nem uma emoção.

O quebrantamento é um estilo de vida.

O quebrantamento não se prende a eventos ou experiências (mesmo que elas participem).
O QUEBRANTAMENTO É O ROMPIMENTO PLENO DA VONTADE PESSOAL!

QUEBRANTAMENTO É: Rendição absoluta à vontade de Deus!

O vocábulo "CONTRIÇÃO" (Isaías 57:15) é uma palavra que sugere algo que foi esmagado até virar poeira. É o esmagar de nossa vontade pessoal. É o ato de ser quebrado como um vaso e ser novamente refeito pelo oleiro (Jeremias 18). Esse substantivo é o companheiro do quebrantamento no Antigo Testamento. Suas marcas (algumas delas):

I) Assume suas faltas sem transferir responsabilidades

Saul se mostra sempre ansioso por preservar e proteger sua reputação e posição social (1Sm 13:11,12) quando transfere para o povo e para as circunstâncias, a responsabilidade de suas falhas ao sacrificar animais sem ter autoridade para isso, bem como ao desobedecer às ordens de Deus na batalha de Amaleque. Ao contrário, Davi, ao ser abordado pelo profeta Natã, apenas diz: "Pequei contra o Senhor" (2 Sm 12:13). Assume e pronto. Sua vontade pessoal é rompida e ele se rende totalmente à vontade de Deus.

II) Reconhece sua real posição diante de Deus e dos homens

Numa oração em Lucas 18, isso pode ser muito bem ilustrado e compreendido. O fariseu se enaltece ao enumerar os seus feitos e o seu "merecimento" das bênçãos (Lc 18:10-12); enquanto um publicano se humilha (Lc 18:13) e busca perdão para a sua condição de pecador. A esse, Jesus disse: "...desceu justificado para a sua casa."

III) Compartilha de maneira justa aquilo que está em seu poder

Mais uma vez Davi (1 Sm 30:21-24), reparte igualmente os despojos de guerra com os seus 600 soldados. Os 200 que de cansados que estavam ficaram à beira do ribeiro de Besor, foram reconhecidos por Davi como participantes diretos de sua equipe, certamente lembrando que em batalhas anteriores, eles foram fundamentais para a sobrevivência de todos!


Muitas outras marcas estão registradas na Palavra de Deus. Cada uma delas deixa bem claro que toda vontade pessoal foi rompida. Deus está bem perto de cada um desses personagens! E quanto a nós? Decidiremos o mesmo! Em nome de Jesus Cristo! Escolha esse caminho! Tenha essa atitude! Sua vida será muito mais poderosa e feliz! Caminhe sempre bem perto de Deus! Quebrante o seu coração! 

fonte: http://www.devocionais.com.br/devocionais/7850-Marcas%20de%20um%20cora%C3%A7%C3%A3o%20quebrantado_.html

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Saudade...

Qual sua Essência?